As principais chuvas de meteoros visíveis do hemisfério sul!

 

 

Chuvas de meteoros em Março

 

Em março há duas interessantes ocorrências de meteoros:

 

1) Gamma-Normídea - esta é uma chuva austral não muito estudada e que apresenta meteoros amarelados com rastros persistentes. O radiante, ponto do céu de onde parecerão provir os meteoros, encontra-se em posição favorável à observação, surgindo a sudeste às 21h 30min. Em meados de março pode ser visto até o amanhecer atingindo a região do meridiano celeste às 4h 30min, quando está alto acima do horizonte sul. A posição do radiante situa-se em: Ascensão Reta = 16h 36min e Declinação = -51°. A taxa horária gira em torno dos 10 meteoros. A máxima ocorrência é em 13 de março e o período de manifestação do radiante estende-se de 25 de fevereiro a 22 de março.

 

2) Alpha-Corvídea - o período de ocorrência dos meteoros não é bem conhecido, sendo indicado de 15 a 31 de março, com uma máxima ocorrência no dia 24, quando se espera uma taxa horária de 10 meteoros. O radiante (ponto do céu de onde parecem provir os meteoros) encontra-se na constelação de Corvus (o Corvo) e apresenta-se em boas condições de visibilidade em todo o território nacional. No início da noite, no final de março, pode ser visto a leste e atinge a região alta do céu por volta da meia-noite; sua observação pode se estender até o amanhecer, quando está a oeste.

 

Sugerimos, também, o monitoramento do céu na tentativa de observação da chuva Geminídea de Março, descoberta por vários astrônomos amadores húngaros em 1973, quando apresentou uma taxa horária zenital de 43 meteoros, todos muito lentos, pois são vistos no início da noite. O período de ocorrência não é conhecido (acredita-se que seja de 15 de março a 01 de abril). Não há certeza de que seja uma chuva de ocorrência anual. Logo no início da noite, no fim de março, o radiante situa-se próximo ao meridiano, para os lados do norte. A observação pode se estender até 0h 30min, quando ele está junto ao horizonte noroeste.

 

resumo extraído de  "Chuvas de Meteoros - Guia Prático de Observação"

de autoria de Paulo G. Varella e Regina A. Atulim

 

 

 

voltar