As principais chuvas de meteoros visíveis do hemisfério sul!

 

 

Chuvas de meteoros em Setembro

 

Neste mês as principais manifestações de radiantes meteóricos estão limitadas à primeira quinzena. No restante do período, não há atividade significativa. Dentre as chuvas mais importantes destacamos a dos alpha-aurigídeos austrais e a dos aurigídeos.

 

a) o radiante dos alpha-aurigídeos austrais está ativo no período de 10 de agosto a 1 de outubro, com máximo em 15 de setembro, com uma taxa horária esperada de 10 meteoros. Os observadores relatam o surgimento de meteoros lentos e brilhantes e, ocasionalmente, fireballs. Em setembro, o radiante (ponto do céu de onde parecerão provir os meteoros) é visto a partir das 3h e pode ser observado até o amanhecer. Suas coordenadas são: Ascensão Reta = 04h 54min e Declinação = + 41°, nas imediações da estrela Capella (Alpha Aurigæ). Descritos como meteoros lentos pelos habitantes do hemisfério norte, acreditamos que, nestas latitudes, eles sejam vistos mais no começo da noite onde o radiante é circumpolar. No Brasil, a área do radiante surge apenas na madrugada e, no sul do país, eleva-se pouco em relação ao horizonte norte dificultando as observações.

 

b) o radiante dos aurigídeos encontra-se ativo de 25 de agosto a 5 de setembro, com máximo em 1 de setembro (eventualmente no dia 2), com uma taxa horária de 10 meteoros vistos preferencialmente no fim da madrugada e, portanto, rápidos. Muitos são bastante brilhantes e notam-se, ocasionalmente, vários fireballs. No final de agosto e início de setembro, o radiante (ponto do céu de onde parecerão provir os meteoros e que se localiza nas proximidades da estrela Menkalinan - Beta Aurigæ) é visto a partir das 3h e pode ser observado até o amanhecer. As coordenadas equatoriais do radiante são: Ascensão Reta = 05h 36min e Declinação = + 42°. No Brasil, a área do radiante eleva-se pouco, ao norte, dificultando as observações.

 

 

resumo extraído de  "Chuvas de Meteoros - Guia Prático de Observação"

de autoria de Paulo G. Varella e Regina A. Atulim

 

 

 

voltar