Os mais belos e interessantes fenômenos astronômicos ao alcance do astrônomo amador!

 

Destaques do mês de Julho

 

 

Julho:

 

Observe ao anoitecer, a lenta movimentação de Júpiter junto à estrela Zubenelgenubi (Alpha Libræ), situada junto a Júpiter. No início do mês os dois astros estão a leste (E), altos no céu; no final do período estão na região alta do firmamento ao Norte (N). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

2 a 5 de julho:

 

Observe as belas configurações entre o planeta Mercúrio e o aglomerado estelar aberto do Presépio (M 44), também chamado de Aglomerado da Colmeia (Beehive), pertencente à constelação de Cancer (o Caranguejo) e situado à direita de Mercúrio, vistas ao anoitecer e por pouco tempo a oés-noroeste (ONO), com os astros próximos ao horizonte. Em especial, veja a configuração em 4 de julho, quarta-feira. Observe por binóculo ou por telescópio.

 

5 a 13 de julho:

 

Acompanhe a movimentação do planeta Vênus junto à estrela Regulus (Alpha Leonis), ao anoitecer a noroeste (NO), com os dois astros à meia-altura em relação ao horizonte. Em especial, observe a configuração em 9 e 10. Veja a olho nu ou por binóculo.

 

 

27 de junho – quarta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Saturno, situado à direita e abaixo da Lua, vista ao anoitecer a és-sudeste (ESE). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

27 de junho – quarta-feira:

 

Oposição do planeta Saturno (em relação ao Sol), às 9h. Neste dia o planeta nasce a és-sudeste (ESE) ao pôr-do-sol e permanece visível por toda a noite. Excelente época para vermos o “Planeta dos Anéis”. Observe a olho nu, por binóculo ou por telescópio.

 

27 de junho – quarta-feira:

 

Máxima atividade da chuva de meteoros Corvídea.

 

30 de junho - sábado:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Marte, situado à direita da Lua, vista a partir das 20h a és-sudeste (ESE). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

4 de julho – quarta-feira:

 

Bela configuração entre o planeta Mercúrio e o aglomerado estelar aberto do Presépio (M 44), também chamado de Aglomerado da Colmeia (Beehive), pertencente à constelação de Cancer (o Caranguejo) e situado logo abaixo de Mercúrio, vista ao anoitecer e por pouco tempo a oés-noroeste (ONO), com os astros próximos ao horizonte. Observe por binóculo ou por telescópio.

 

6 de julho - sexta-feira:

 

Passagem da Terra pelo afélio de sua órbita (ponto onde ela se encontra mais distante do Sol), às 12h 59min. Neste instante, a distância Terra-Sol é de 1,01670 unidades astronômicas (au) ou 152.096.155 km.

 

8 de julho – domingo:

 

Primeira data de máxima atividade da chuva de meteoros Capricornídea.

 

9 de julho – segunda-feira:

 

Máxima atividade da chuva de meteoros Pegasídea.

 

9 de julho – segunda-feira:

 

Bela configuração entre o planeta Vênus e a estrela Regulus (Alpha Leonis), situada acima e à esquerda de Vênus, vista ao anoitecer à meia-altura a noroeste (NO). Observe a olho nu, por binóculo ou por telescópio.

 

10 de julho – terça-feira:

 

Bela configuração entre a Lua, a estrela Aldebaran (Alpha Tauri), situada à direita da Lua, e o aglomerado estelar aberto das Híades (localizado em Taurus, o Touro), situado acima e junto à Lua, vista a partir das 4h 15min a és-nordeste (ENE). Observe a olho nu, por binóculo ou por telescópio. IMPERDÍVEL !!!

 

10 de julho – terça-feira:

 

Bela configuração entre o planeta Vênus e a estrela Regulus (Alpha Leonis), situada abaixo e à esquerda de Vênus, vista ao anoitecer à meia-altura a noroeste (NO). Observe a olho nu, por binóculo ou por telescópio.

 

11 de julho – quarta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e a estrela Zeta Tauri (de magnitude aparente m = + 2,95), um dos chifres do touro, situada à esquerda da Lua, vista a partir das 5h 20min e por pouco tempo, a és-nordeste (ENE). Veja a olho nu ou por binóculo.

 

12 de julho – quinta-feira:

 

Elongação máxima leste de Mercúrio (às 2h), observada ao anoitecer. Neste dia Mercúrio está a 26º 24’ a leste do Sol. Excelente época para vermos o “Mensageiro dos Deuses” no período. Veja a olho nu, por binóculo ou por telescópio.

 

13 de julho – sexta-feira:

 

Eclipse parcial do Sol, invisível do território nacional.

 

14 de julho – sábado:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Mercúrio, situado acima e à esquerda da Lua, vista ao anoitecer a oés-noroeste (ONO). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

15 de julho – domingo:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Vênus, situado acima da Lua, vista ao anoitecer a oés-noroeste (ONO). Note a estrela Regulus (Alpha Leonis) à esquerda da Lua. Observe a olho nu ou por binóculo.

 

15 de julho – domingo:

 

Segunda e principal data de máxima atividade da chuva de meteoros Capricornídea.

 

16 de julho – segunda-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Vênus, situado abaixo e à esquerda da Lua, vista ao anoitecer a noroeste (NO). Note a estrela Regulus (Alpha Leonis) à esquerda e abaixo de Vênus e o planeta Mercúrio abaixo e à esquerda de Regulus. Os quatro astros formam um interessante “alinhamento” nas primeiras horas da noite. Observe a olho nu ou por binóculo.

 

18 de julho – quarta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e a estrela Porrima (Gamma Virginis), situada à esquerda da Lua, vista ao anoitecer a nor-noroeste (NNO). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

20 de julho – sexta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Júpiter, situado acima e à direita da Lua, vista ao anoitecer a nordeste (NE). Note a estrela Zubenelgenubi (Alpha Libræ) à direita de Júpiter. Observe a olho nu ou por binóculo.

 

22 de julho – domingo:

 

Observe a Lua junto às estrelas que formam a cabeça de Scorpius (o Escorpião), acima e à direita da Lua, ao anoitecer a leste (E). Note a estrela Antares (Alpha Scorpii) à direita da Lua, Observe a olho nu ou por binóculo.

 

23 de julho – segunda-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e a estrela Sabik (Eta Ophiuchi) de magnitude aparente m = + 2,5 e situada à esquerda da Lua, vista ao anoitecer a leste (E). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

24 de julho – terça-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Saturno, situado à direita e abaixo da Lua, vista ao anoitecer a leste (E). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

25 de julho – quarta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Saturno, situado acima da Lua, vista ao anoitecer a leste (E). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

26 de julho – quinta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Marte, situado à direita e abaixo da Lua, vista ao anoitecer a és-sudeste (ESE). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

27 de julho – sexta-feira:

 

Eclipse total da Lua visto parcialmente do território nacional, ao nascer da Lua, no início da noite. Observe a olho nu, por binóculo ou por telescópio.

 

27 de julho – sexta-feira:

 

Bela configuração entre a Lua e o planeta Marte, situado à direita e acima da Lua, vista a partir das 18h 15min a és-sudeste (ESE). Observe a olho nu ou por binóculo.

 

27 de julho – sexta-feira:

 

Oposição do planeta Marte (em relação ao Sol), às 3h. Neste dia o planeta nasce a és-sudeste (ESE) ao pôr-do-sol e se põe ao nascer do Sol, permanecendo visível por toda a noite. Excelente época para vermos o “Deus da Guerra”. Observe a olho nu, por binóculo ou por telescópio.

 

28 de julho – sábado:

 

Máxima atividade do radiante Austral da chuva de meteoros Delta-Aquarídea (ou Delta-Aquárida).

 

30 de julho – segunda-feira:

 

Máxima atividade da chuva de meteoros Alpha-Capricornídea.

 

 

 

 

voltar